Dicas para iluminar jardins e varandas

 


Os ambientes externos devem ser tratados de modo totalmente diferente
dos internos quando o assunto é iluminação. Enquanto nos ambientes
internos o dilema costuma se resumir simplesmente à escolha de uma
luz fria ou quente e de um lustre bonito, nos ambientes externos,
como jardins e varandas, é necessário levar em conta muitas outras
variáveis.

O estilo desses ambientes pode se transformar por completo com uma
ou outra iluminação, podendo ser mais frio, quente, cênico, objetivo
ou até conceitual. Isso sem contar que esse importante detalhe tende
a complementar projetos paisagísticos, que podem ser atenuados ou
ainda mais valorizados com um bom projeto de iluminação.

Mas você ainda fica meio perdido, sem saber sequer por onde começar?
Pois foi tendo em vista essas e muitas outras questões que resolvemos
preparar este post com algumas valiosas dicas que devem ser levadas
em consideração na hora de iluminar adequadamente seus jardins ou sua
varanda. Então acompanhe conosco!

Fios protegidos

Antes de efetivamente escolher o tipo de iluminação e o estilo que você
deseja imprimir à sua varanda ou ao seu jardim, é preciso investir em
segurança. Assim, para que não aconteça nenhum acidente com os moradores,
as visitas ou até seus animaizinhos de estimação, a instalação da fiação
deve ser feita por baixo da terra. Outra alternativa é suspendê-la a uma
altura fora do alcance das pessoas. Vale ressaltar que os fios devem estar
devidamente encapados e adequados tanto às cargas dos circuitos individuais
como ao somatório das potências empregadas.


Lâmpadas de LED

A maioria dos designers de iluminação diz que as melhores opções para os
ambientes externos são as lâmpadas de LED, pois elas são econômicas, têm
uma vida útil bem mais longa e não aquecem muito, não proporcionando o
risco de ressecar ou queimar as plantinhas devido às altas temperaturas
exaladas pelas lâmpadas comuns. Ou seja, o LED valoriza a beleza das
plantas sem as prejudicar.

Efeito selvagem

Se você deseja acrescentar um toque de selva à vegetação do seu jardim, a
iluminação pode ser exatamente o recurso que faltava. O efeito é conseguido
por meio da alternância entre sombra e luz, sem iluminar completamente o
ambiente e aproveitando as próprias plantas como obstáculos à iluminação
total. Por esse motivo, as luminárias são colocadas entre a vegetação,
não nos corredores ou suspensas em postes.

Iluminação geral

Se você deseja fazer uma iluminação totalmente uniforme no seu jardim,
recomenda-se o uso de postes e refletores. Por meio deles, a luz será
direcionada para cima, refletindo em todo o ambiente. Essa opção é
menos estética e muito mais prática e objetiva, pois não acrescenta
uma função decorativa para a iluminação, visando apenas sua funcionalidade.


Fonte:http://blog.casashow.com.br


 

 


© Dismacon 2015 | Todos os direitos reservados. Desenvolvido por:

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player